Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não os quero aqui!

por Pinheirinho, em 12.06.18

Hoje fala-se que o Benfica vai tentar contratar os jogadores demissionários do sporting,

mais propriamente Bruno Fernandes e Gelson.

Pois eu digo que não, nem pensar, para aqui não!

Nem é pelo que nos fizeram no passado, no aliciamento de jogadores ainda no inicio da nossa história, em 1907,

José da Cruz Viegas, Emílio de Carvalho, Albano dos Santos, António Couto, António Rosa Rodrigues, Cândido Rosa Rodrigues, Daniel Queirós dos Santos e Henrique Costa foram os primeiros a trocar o na altura denominado, Sport Lisboa pelo Sporting, aliciados pelo facto de o clube de Alvalade possuir à sua disposição um balneário com água quente, um campo de futebol próprio e camisolas para combater o frio. Os equipamentos também pesaram na decisão, uma vez que, no Benfica, as bolas de futebol eram de segunda mão face às bolas novas que o Sporting dispunha.

Na altura Cosme Damião disse:

O Sporting tem o dinheiro, nós temos a dedicação, no imediato o dinheiro vence a dedicação, no Futuro a dedicação goleia o dinheiro.

 

Depois de vários outros roubos de atletas menores de outras modalidades, chegou o enorme roubo que foi o Paulo Sousa, aproveitando uma gestão, até então infeliz, com tiros nos pés para contratar Paulo Futre o Benfica estava emergido numa das maiores crises da sua história, o sporting de Sousa Cintra contrata Paulo Sousa e Pacheco que haviam rescindido com o Benfica por falta de ordenados e quase levaram o menino de ouro João Pinto.

 

Lembram-se desse ano, como acabou, o Benfica arregaçou mangas e lutando contra tudo e contra todos ganha um campeonato que andou perdido, com uma estrondosa vitória em alvalade num 3 a 6 num dos melhores jogos de futebol que já vi.

 

E é por isso mesmo que não quero cá nenhum dos ex sporting, até podem ter toda a razão do mundo, mas é quando se bate no fundo que se ganha impulso para subir e quando mais rápido desces mais impulso ganhas!

 

Foi assim com o Benfica que sempre superou esses roubos para se tornar maior, para ganhar ainda com mais fé e dando espaço a novos elementos que mostraram que valiam mais do que os que saíram.

 

Não quero saber se Gelson e Bruno podem valer bom dinheiro ou não, não os quero cá!

 

O Benfica, não é como os outros, o Benfica não é nem nunca foi o que os outros dizem que somos, podemos ter a fama, mas nunca tivemos o proveito e quero sem o continuar a ter!

download.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:15


Foi na sã rivalidade que se tornaram enormes

por Pinheirinho, em 16.02.18

Entre 1906 e o final da década de 70, uma sã rivalidade entre dois clubes da mesma cidade transformaram o sonho de jovens em criar um clube nos maiores clubes do país.

O Sport Lisboa nascia em 1904 da junção de dois grupos, os Catataus e a Associação do Bem, estes dois grupos de jovens tiveram o sonho de criar um clube e assim o fizeram vivendo com dificuldades, sem nunca ter sitio certo para treinar e jogar e literalmente andar com a casa às costas.

Em 1906 nasce o Sporting Clube de Portugal depois da dissolução do Campo Grande Football Club, o Sporting nasce nos terrenos do Visconde de Alvalade, já tinha campo e instalações e para a altura já eram consideradas de luxo, com banhos quentes e tudo.

E é ai que começa esta rivalidade que os levou a ser grandes, o Sporting vem até aos campos em Belém onde o Benfica jogava e leva para alvalade 5 jogadores, aliciados pelos banhos quentes e instalações de topo onde deixariam de dar dinheiro para material e equipamentos.

Os do Sport Lisboa fundiram-se com outra agremiação que tinha sede e um ringue onde depois jogariam hóquei em patins, tinha também equipa de ciclismo e dessa união muda o seu nome para Sport Lisboa e Benfica.

Podem achar que não, mas tornam-se grandes porque tudo o que um tinha o outro tinha de ter, para ganhar a um tinham de ser cada vez melhores, assim como o adversário de tal forma que as restantes equipas não conseguiam acompanhar:

O Atlético Clube de Portugal que nasce da fusão do União Lisboa e do Carcavelinhos, clube esse que no inicio do século muita luta deu aos gigantes de Lisboa, ganhando mesmo um Campeonato de Portugal (antiga Taça de Portugal), mas que não conseguiu acompanhar o andamento dos seus rivais.

Outro dos que não conseguiu acompanhar foi o Oriental, que nasce da fusão de 3 clubes na zona Oriental de Lisboa, o Marvilense futebol clube, o Chelas futebol Clube e o Grupo desportivo "Os Fósforos".

Já o que pareceu resistir mais foi o Belenenses, fundado em 1919, chegando mesmo a ganhar um campeonato nacional na década de 40, mas foi ficando para trás com a mudança de regime no nosso pais e o cada vez maior crescimento dos maiores de Lisboa, passando a ser um segundo clube para muita gente, apesar de ter nascido rico, ter sido dos clubes que ganhou 3 campeonatos de Portugal (antiga Taça de Portugal) ter sido a primeira equipa a participar na extinta Taça Uefa.

 

A rivalidade no ciclismo entre José Maria Nicolau pelo Benfica e Alfredo Trindade pelo sporting, desta rivalidade de dois amigos, cada um lutando pela sua cor e o seu símbolo.

Outro dos exemplos é o respeito com que sempre respeitou e foi respeitado Mário Moniz Pereira, de tal forma que em 2000 numa taça dos campeões europeus de atletismo o Prof Moniz Pereira solicitou ao Vice presidente do Benfica, José Manuel Antunes o empréstimo de dois atletas do Benfica, assim foi feito e o sporting conquistou a sua primeira Taça de Campeões europeus de Pista.

Eu nasci e vivi num bairro em que a maioria das pessoas são do Sporting, o Clube da terra tinha por nome, Clube Leões da Fonte, era um tormento ter de ver um jogo do Benfica na sede do clube, tal a maioria de sportinguistas presentes, e quando digo maioria era no rácio de 10 para 1, semana sim, semana sim rumávamos à Luz e a Alvalade, antigamente até aos 14 anos (ou desde que não crescêssemos muito) não pagávamos entrada e lá íamos nós, Benfiquistas e sportinguistas.

Porquê este texto, é simples, é na sã rivalidade que os grandes nasceram, sendo rivais, cada um querendo ser maior que o outro, nunca inimigos, desde há uns tempos para cá, passaram a inimigos, é quase impossível falar de desporto com adeptos ferrenhos do sporting, é impossível ver sequer um jogo com um adepto do sporting, seja qual for o jogo, tenho pena que assim seja, é que quando deixamos de ser rivais e passamos a inimigos apenas uma coisa sabemos, o fim do clube mais fraco está mais próximo, pois se há coisa que devemos ver é que, se a rivalidade faz crescer, a guerra destrói!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30


Mais sobre mim

foto do autor



Blogs Portugal


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D